CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Acusado de matar mototaxista em Coité em 2011 é espancado até a morte no presídio

O detento identificado como Uilliam Lima de Sena morreu após ser espancado dentro do presídio de Serrinha. O crime ocorreu na tarde de segunda-feira (31), por volta das 15h30. O presidiário foi espancado por vários companheiros de cela, porém os autores ainda não foram identificados, segundo informações do Portal Cleriston Silva.
Ainda de acordo com o Portal, não há informações sobre o que teria motivado o homicídio e a Polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso. Uilliam ainda chegou a ser socorrido pela equipe médica da unidade, mas não resistiu aos ferimentos.

Sena foi condenado a 20 anos de prisão em regime fechado por latrocínio – roubo seguido de morte – cometido no dia 31 de dezembro de 2011, na região da Fazenda Pedreira, em Conceição do Coité, tendo como vítima o mototaxista Jaime dos Santos Oliveira. Ele foi morto com pauladas na cabeça e golpes de faca.O criminoso tinha o propósito de lhe roubar a motocicleta e a quantia de R$ 40.

O Calila Notícias registrou na época o clima de comoção que o crime gerou na comunidade, principalmente entre os amigos, familiares e colegas de profissão, quando centenas de pessoas compareceram ao sepultamento, pois a vítima, além de moto-taxista, fazia parte da Associação da comunidade de Gangorra.

O detento morava no bairro Alto da Colina, em Conceição do Coité, e estava na unidade prisional desde o dia 6 de abril deste ano.

Do Calila Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.