CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Prefeito candidato à reeleição aparece em vídeo comprando voto de eleitor

Wadson Carlos Alves Menezes (PT) diz que tudo não passa de uma montagem
O prefeito Wadson Carlos Alves Menezes (PT) de Itamarari, a 320 km de Salvador, foi flagrado em vídeo no que aparenta ser uma compra de voto, crime previsto na legislação eleitoral. Nas imagens, ele, que é candidato à reeleição, chega a dar R$ 1.500 mil a um homem identificado somente como Fábio. 

As imagens do prefeito, conhecido como Kçulo, duram pouco mais de 10 minutos. Nas imagens, Fábio aparece devolvendo R$ 500 que teriam sido dados a ele pelo prefeito, que então aumenta a oferta para R$ 4 mil e terminando por dar mais R$ 1.500 à mulher que filma. "Muitas pessoas a gente soube que você deu mais, e para ele só isso", diz a mulher, cujo rosto não é exibido durante a negociação. "Ainda bem que não tem ninguém vendo", chega a dizer o prefeito.
O candidato à reeleição chega a comparar a política com uma feijoada. "Dinheiro é um tempero. O que é uma política? É uma feijoada! O que é o feijão? É o voto! E o dinheiro? Dinheiro é o tempero! Se você tem o trocado, a feijoada sai gostosa, cheirosa e bonita”.
A TV Bahia conseguiu falar com a mulher que filmou a cena, que disse porque fez a denúncia. "É uma prática comum, né, na região. Ele oferece dinheiro porque ele acha que o dinheiro dele compra a política de Itamari", contou, sem se identificar.
A reportagem não conseguiu entrar em contato com o prefeito. A um blog da região, o Apuarema em Foco, ele alegou se tratar de uma perseguição política e disse que o vídeo é uma montagem. "Não poderia deixar de me manifestar diante da tentativa desesperada do grupo adversário tentando denegrir a minha imagem, utilizando-se de um vídeo montado, sem fé pública, forjado com a única intenção de confundir o povo de Itamarari", declarou.
O advogado do prefeito disse à TV Bahia que aguarda uma decisão da Justiça - ele pede a suspensão da exibição do vídeo em Itamari e a retirada do video da internet. O prefeito e o eleitor que aparecem nas filmagens saíram da cidade.

Assista o Vídeo
Fonte: Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.